Geografia histórica do Rio de Janeiro

periódicos digitais e mapeamento das avenidas Rio Branco de 1906 e 1926

  • Leonardo Mattos da Costa

Resumo

A presente pesquisa é justificada pela necessidade de compreender o processo de construção e manutenção (ou não) das formas e funções de uma avenida/rua, por meio da utilização de um periódico digital disponibilizado na Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional, o Almanak Laemmert, e, também, de documento da Comissão Construtora da Avenida Central (C.C.A.C.), disponível para consulta no Arquivo Nacional do Brasil. Objetiva-se produzir um mapeamento conjectural resultante da tabulação dos dados em três principais etapas (organizadora, setorizadora e comparativa), com o intuito de investigar os padrões locacionais de distribuição de atividades econômicas da Avenida Rio Branco (RJ) – localizada no centralbusiness district do Rio de Janeiro – e, portanto, das suas centralidades, para os anos 1906 e 1926. O “centro simbólico da economia carioca”, conforme dados do próprio periódico e de outras fontes documentais (fotografias), é tomado por certa acessibilidade e visibilidade espaciais que conferem à Avenida a denominação de “Central”, em 1906.
Publicado
2019-01-16
Seção
RELATOS DE EXPERIÊNCIAS